Rede Nacional de Treinamento fomenta formação de novos profissionais do esporte

Rede Nacional de Treinamento fomenta formação de novos profissionais do esporte

imagens-rituais-objetos-foram-criados-para-simbolizar-os-jogos-olimpicos-5735f379a8725Em plenos Jogos Olímpicos, o Ministério do Esporte lança como legado dos Jogos Rio 2016 a Rede Nacional de Treinamento, por meio da Lei 12.395/2011, com o objetivo de interligar as instalações esportivas e oferecer espaço para detecção de talentos, formação de categorias de base de treinamento de atletas e equipes, com foco em modalidades olímpicas e paralímpicas. Também pretende aprimorar e permitir o intercâmbio entre técnicos, árbitros, gestores e outros profissionais do esporte.

A formação de gestores esportivos é fundamental para o êxito desta proposta, de cunho esportivo, educacional e social. Mas ainda são poucas instituições de ensino que oferecem esta profissionalização. No Rio de Janeiro, por exemplo, o curso de Gestão Desportiva é oferecido apenas pela FACHA – Faculdades Integradas Hélio Alonso, na unidade Botafogo. O governo federal estima que o legado das olimpíadas estimule ainda mais a exploração da área esportiva. O investimento em infraestrutura física hoje ultrapassa a marca de R$ 3 bilhões.

A importância da formação destes novos profissionais sobre assuntos, como a gestão de arenas e instalações esportivas, faz parte deste novo movimento que vem ocorrendo no país. Este tema, por exemplo, nomeia uma das disciplinas oferecidas pela FACHA e tem por objetivo preparar os futuros gestores esportivos a ingressarem
no inovador e diferenciado mercado de gestão de arenas esportivas brasileiras. As aulas são ministradas pelo professor Rômulo Reis, que é coordenador de Estádios e Segurança da CBF – Confederação Brasileira de Futebol.

Como principal atuação da Rede estão os Centros Olímpicos de Treinamento (COT), que foram construídos no Rio de Janeiro para receber os Jogos 2016, como os Parques Olímpicos da Barra e de Deodoro. Estes espaços disponibilizados para atletas de alto rendimento passarão a servir para treinos, eventos nacionais e internacionais, além de qualificação de profissionais da cadeia produtiva do esporte, como: técnicos, fisioterapeutas, fisiologistas, profissionais de educação física e nutricionistas.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>