Outubro | 2014 Ano V – Edição 64 – Museu de Imagens do Inconsciente: Exposição “As Origens do Museu”

Fotos: Nathalia Lima | Nathalia Lima

JornalNovidades_Set2014_MuseudoInconscienteA história do museu e da Drª Nise se entrelaçam. Nise da Silveira, psiquiatra, dedicou sua vida à carreira. Em meados da década de 40 deu início ao trabalho de Terapia Ocupacional no Centro Psiquiátrico Pedro II, por não concordar com os métodos adotados na época, (eletro choque, lobotomia) criou ateliês de pintura e artes em geral, possibilitando aos internos uma nova forma de tratamento, impulsionando a utilização da expressão e imaginação dos pacientes. Este tipo de tratamento ainda não havia sido implantado no Brasil, e ao longo do desenvolvimento desse trabalho pôde perceber uma considerável melhora clínica nos internos, a partir dessa iniciativa deu-se a reforma psiquiátrica.

Devido ao sucesso nos tratamentos, Drª Nise fundou em 20 de maio de 1952, no Engenho de Dentro, no então Centro Psiquiátrico Pedro II, o Museu de Imagens do Inconsciente.

Há mais de 40 anos trabalhando no museu, a psicóloga Gladyz Schinchariol, coordena o espaço. “Os loucos geralmente são muito sensíveis. A loucura costuma ser diagnosticada no período da adolescência, quando tendem a não conseguir administrar os problemas do mundo externo. Através do trabalho desenvolvido aqui os pacientes têm a chance de se expressar. Não buscamos artistas, damos a oportunidade para que encontrem um canal de prazer e liberdade. Aqui somos enriquecidos diariamente, para todos nós, funcionários e pacientes é um aprendizado constante”, conta Gladyz.

 

Instituto Municipal Nise da Silveira

Rua Ramiro Magalhães, 521 – Engº de Dentro

Funcionamento: Segunda a Sexta, das 9h às 16h

Informações e agendamento para grupos: 3111.7567 / 3111.74.69

Museu do Inconsciente – Nise da Silveira

www.museuimagensdoinconsciente.org.br

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>