Ortodontia

Drª Ana Cláudia Coutinho Évora

DESENCOSTE seus Dentes!

Atualmente muitos pacientes têm apresentado vários sintomas relacionados ao apertamento dental.
Como sequelas do problema, temos desde dores de cabeça, dores articulares até mobilidade e fraturas dentárias, e observamos que esse problema está cada dia mais frequente na nossa rotina clínica.
E quais as causas? Qual forma de tratamento? Como devemos perceber que estamos realizando esse hábito tão nocivo aos nossos dentes e articulação?
Muito importante é a percepção individual do hábito, e muitas vezes buscar ajuda profissional será de grande valia para evitar as sequelas relatadas.
Durante nossas atividades diárias e durante o sono, nossos dentes devem ficar sem contato, e a posição adequada da língua é fundamental para que esse processo ocorra. Os dentes só podem se tocar na mastigação ou para pronunciar alguns fonemas. Manter os dentes encostados aumenta a contração dos músculos da mastigação podendo levar a uma série de distúrbios, tais como: DTM, dor de cabeça, dor na face e até na região cervical. Já as sequelas dentárias oca-sionam desgastes e fraturas. Trabalhar nossa percepção para que isso funcione bem é fundamental para a manutenção da oclusão saudável, evitando traumas, desgastes, mobilidade dentária e as desconfortáveis dores.
Uma ajuda nesse processo pode ser com uso de placas ou aparelhos miorrelaxantes, devidamente indicados e confeccionados. A avaliação da oclusão também é de suma importância.
O apertamento dental muitas vezes é confundido com o bruxismo, que é um hábito de ranger os dentes. Ambos são lesivos à dentição, ambos devem ser diagnosticados e tratados o mais rápido possível evitando sequelas muitas vezes só tratadas com extensos trabalhos de reabilitação oral.
Sou Especialista em Reabilitação Oral, Prótese e Ortodontia. Venha fazer uma avaliação e mantenha sua dentição saudável.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>