Novembro | 2017 | Ano VIII – Edição 101 – Novembro Azul

Novembro Azul alerta homens sobre a importância do cuidado com a saúde

Sem título

Durante todo o mês de novembro, diversos países realizam ações dedicadas à saúde do homem, em uma campanha que ficou conhecida mundialmente como Novembro Azul. Hoje, o foco em câncer de próstata, inicialmente adotado, deixou de ser prevalente na abordagem das instituições, e os debates passaram a ser voltados para as diversas doenças que atingem de forma elevada o público masculino. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apesar de a expectativa de vida dos homens ter aumentado consideravelmente nos últimos anos, eles ainda vivem sete anos a menos do que as mulheres – que vivem, em média, até os 79 anos.

Para o urologista Miguel Silveira, do Hospital Pasteur, localizado no Méier, essa diferença deve-se prioritariamente ao fator cultural. “Os homens, em geral, se cuidam menos do que as mulheres. Estudos indicam que o homem pensa que estar doente é um sinal de fraqueza, de fragilidade. Ele tem medo de ir ao médico e encontrar alguma doença”, aponta. O especialista complementa que, devido à campanha de conscientização, o aumento do movimento em consultório no mês de novembro é evidente.

De acordo com o Instituto Lado a Lado pela Vida, que lidera o Novembro Azul no Brasil, algumas das doenças mais comuns entre os homens, na idade adulta, são a arritmia cardíaca, o acidente vascular cerebral, o cálculo urinário, a andropausa, a diabetes, a disfunção erétil, as doenças sexualmente transmissíveis, a ejaculação precoce, a elevação do colesterol, a hipertensão arterial, a incontinência urinária, o infarto, a infecção urinária, a prostatite e a hiperlapsia de próstata. Nessa fase da vida, os cânceres de pele, bexiga, cabeça e pescoço, estômago, pênis, próstata, pulmão e testículo estão entre os tipos mais significantes – aponta o Instituto.

Como grande parte dessas doenças estão relacionadas aos sistemas urinário e reprodutor – e algumas são silenciosas e não apresentam sintomas -, o acompanhamento com um urologista é essencial. Um dos exames de prevenção mais importantes para o público masculino é o de toque da próstata, em conjunto com o exame de sangue PSA, que tem o objetivo de rastrear o câncer de próstata. “A consulta com o urologista pode ser realizada em todas as faixas etárias, já que em cada uma delas há uma necessidade específica. A avaliação da próstata deve ser realizada anualmente a partir dos 45 anos. Demais exames, como ultrassonografia da próstata, ultrassonografia do aparelho urinário e outros, poderão ser realizados de acordo com fatores de risco e idade do paciente”, explica o médico.

O urologista destaca, ainda, que os cuidados com a saúde global influenciam muito a prevenção de doenças do sistema urogenital, assim como a realização de higiene adequada na região genital e o uso de preservativos nas relações sexuais.

Hospital Pasteur 
Av. Amaro Cavalcanti, 495 – Méier
Tel.: (21) 2104-4400
www.hospitalpasteur.com.br 

Foto: Ubirajara Chaves
Fonte: Assessoria de Imprensa Hospital Pasteur

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>