Maio | 2018 | Ano IX – Edição 107 – EXERCÍCIOS FÍSICOS NA GESTAÇÃO

EXERCÍCIOS FÍSICOS NA GESTAÇÃO

(Última parte)

PILATES-NA-GESTAÇÃO

Adorei escrever as três partes dos artigos sobre gestação, respectivamente relacionados a cada trimestre da gravidez, sendo que agora está na vez de falar do terceiro, pois nessa época a mulher se encontra com as contrações de Braxton Hicks ou também chamadas de “treinamento mais acentuadas”, gerando maior incômodo. Mas diferentemente das contrações do parto, não são tão intensas e permanecem irregulares. Isso tende a melhorar com o endurecimento do útero, com o passar do tempo. Indica-se fazer muita respiração e alongamento neste período.

Uma curiosidade é que com cerca de vinte e oito semanas, o feto já se flexiona, se estica e tem movimentos musculares. A mãe começa a sentir falta de ar, entretanto esse problema é temporário: os hormônios da gestação deixam a mulher com maior captação de oxigênio, 40% a mais do que o normal, aliviando sua angústia e nutrindo mais o feto. A frequência cardíaca precisa ser monitorada pelo educador físico para não ultrapassar 140 batimentos por minuto, evitando palpitações, perda de ar ou hipoglicemia (baixa de açúcar) induzida pelo esforço.

No sétimo mês em diante, os giros e voltas constantes que o bebê realiza num espaço tão apertado, gera o aumento de dores, que somado ao sobrepeso da mãe, enrijece sua musculatura lombar e acentua a curvatura da coluna, sendo interessante praticar exercícios físicos suaves, como respiratórios e/ou que envolvam força moderada, como a musculação, a hidro, a natação, a caminhada, o yoga (meditação) e o pilates – outras atividades similares também podem ser vivenciadas.

No último mês gestacional o abdômen já está bem dilatado e movimentos simples como abaixar ou pegar algum objeto no alto podem acarretar quedas e lesões articulares na mulher. Indicam-se agora, atividades de concentração, alongamento, respiração, relaxamento e meditação para a hora mais esperada: o momento do parto.

Lembra-se que em todo o período gestacional o foco principal da prescrição de exercícios físicos é em grandes grupos musculares (sem priorizar uma região específica), e de baixo impacto, com frequência de 3 a 4 vezes por semana, com duração de 45 minutos a 1 hora – passando do tempo pode-se ter tem perda imunológica e mudança significativa de temperatura interna do corpo e útero. Claro que mamães já treinadas, acostumadas com exercício físico podem ter uma prescrição diferenciada. Recomenda-se orientação com profissional de Educação Física, aliado às consultas com médico especialista.

Na próxima edição falarei sobre exercícios no pós-parto, legal!

Acompanhe toda a série no site do Jornal Novidades, clicando no link CADERNO SAÚDE e depois em EDUCAÇÃO FÍSICA.

Obrigado!

www.jornalnovidades.com.br

THIAGO SOARES PERSONAL
CREF: 025751

Profissional de Educação Física

Personal Trainer, especialista em atividade física para idosos e necessidades especiais
ATENDIMENTO EM DOMICÍLIO
Doenças degenerativas/psiquiátricas/Demências
Autismo/Síndrome de Down/Cadeirante
Personal Coach (consultor de saúde e atividade física)
whatsapp-logo-icone-1 99522.8671 (TIM)
facebook:thiagosoarespersonal
E-mail: thiagosoares.vivabem@gmail.com

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>