Maio | 2015 Ano VI – Edição 71 – Palavras do Coração

Por Solange Diniz

JornalNovidades_Mai2015_PalavrasdoCorMeus Governantes

A minha toalha ainda está molhada do seu banho.

Na sala os copos que brindamos.

As roupas espalhadas denunciam o quanto nos amamos.

Confronto no espelho meu cabelo desalinhado…

Enquanto coloco tudo no lugar e apago todos os vestígios de você,

Caio em mim e tenho medo de um novo engano.

Realinho rapidamente os cabelos na tentativa de colocar tudo em ordem:

O coração e a razão.

O coração que tantas vezes me fez errante.

A razão que me cobra, exige a todo instante.

Parecem incompatíveis dentro de mim…

Não consigo equilibrá-los num conviver de harmonia.

Acho que se alternam como meus governantes.

A inteligência do coração é gigante.

Mas, a razão mantém qualquer sentimento distante.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>