Junho/Julho | 2020 | Ano XI – Edição 131 – Luto pelos brasileiros mortos pela Covid-19

Luto pelos brasileiros mortos pela Covid-19

DSC_6297

Alcides Mattos

Quando fechamos a edição de junho/julho do Jornal Novidades havia quase 70 mil óbitos, mais de um milhão e setecentos mil infectados no Brasil e, mais de 11 mil óbitos no Rio pela Covid-19. Mas, temos também mais de um milhão de pessoas curadas.

Muitas famílias enlutadas, sofrendo nesse momento tão difícil. Estamos, todos, vivendo um momento único nas nossas vidas. Nunca passamos dias como os que estamos vivendo agora. Muitos com depressão, insônia, preocupados com familiares, com a saúde, com a manutenção dos seus empregos, com o destino dos seus negócios e empresas. Estamos todos com saudades dos familiares, de um abraço, de um aconchego. Não está sendo fácil para ninguém.

A pandemia escancarou os problemas do país na área de saúde. Mas, também mostrou a dedicação e a importância desses profissionais: maqueiros, auxiliares de enfermagem, enfermeiros, fisioterapeutas, médicos, intensivistas, pesquisadores, cientistas. Percebemos a importância dos artistas, que são a nossa salvação na quarentena, e dos professores neste momento que as crianças estão em casa. Todas essas profissões não são valorizadas há muito tempo no nosso país e a pandemia colocou um holofote na importância desses profissionais essenciais.

A pandemia também trouxe à luz pessoas anônimas, voluntários, que fazem o bem, que arregaçam as mangas para ajudar o próximo, até correndo o risco de contraírem o vírus, mas o coração é muito grande para pensar nelas mesmas. Temos visto exemplos incríveis de pessoas que estão fazendo doações, promovendo amor, carinho e solidariedade. Dessas pessoas que queremos falar aqui e não das que estão promovendo festas e aglomerações, que circulam sem máscara, que não fazem distanciamento social e não respeitam o próximo.

Dentro dessa abordagem, nosso bairro ganhou uma mensagem de esperança, otimismo e fé na já conhecida Casa do Papai Noel do Méier. A Família Leite de Mattos Martelo Charin transformou a casa da família, que todo ano é decorada para o Natal, para uma nova missão: enfrentar com muita fé, oração e esperança a pandemia. A tradicional decoração de natal no período da pandemia deu lugar a um terço gigante, uma imagem de Jesus Cristo em tamanho real, imagens da Sagrada Família e todas as noites, das 18h às 19h, a oração do terço é transmitida com a clássica música da Ave Maria ao fundo e a oração de Nossa Senhora Maria Augusta Rainha do Céu. Ao término das orações escuta-se o “Toque de Silêncio” em respeito e homenagem aos mortos pela Covid-19. Esse belíssimo ritual será transmitido enquanto durar a pandemia.

Enquanto não tivermos uma vacina eficaz e, principalmente se você está no grupo de risco, fi que em casa. Se tiver que sair use máscara para se proteger e em respeito ao próximo. A equipe do Jornal Novidades deixa aqui nossos sentimentos a todas as famílias enlutadas.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>