Junho | 2018 | Ano IX – Edição 108 – Atividade Física no Pós-Parto

Atividade Física no Pós-Parto

Thiago COLOR

 

Não deve existir sensação mais gratificante para uma mulher que estar grávida, agora imagina quando o filhinho vem a nascer. Quanta expectativa! Inúmeros sonhos e planejamentos! E agora, o que fazer? Surgem algumas questões: Darei conta do recado? Quem é esse serzinho aqui na minha frente, pois há segundos atrás estava na minha barriga? Devo praticar atividade física para emagrecer e perder essa flacidez abdominal? Meu corpo dói e estou exausta, será possível criar meu bebê e seguir minha vida normal? Quando serei capaz de me reorganizar corporalmente? Afinal, foram tantas mudanças no meu organismo!

Bem, é normal ter esses pensamentos, não se considere a única; várias mulheres passam pelo mesmo sentimento. Nessa etapa pós-parto, conhecida também como puerpério, ocorrem diversas mudanças no corpo, devido ao fato de que antes a mamãe estava acostumada com a “metamorfose ambulante” de seu peso, posição de órgãos alterada, “rios” de hormônios jorrados na corrente sanguínea, temperatura corporal mudada, para não falar das dores e rigidez nas costas. Ufa!PILATES-NA-GESTAÇÃO

Agora, é preciso uma readaptação, porque pode ocorrer de a mulher não reconhecer ou saber usar seu corpo novamente – foram 9 meses de transformações, com possível angústia e baixa autoestima. Seus seios aumentaram – cheios de leite, o abdômen mais flácido e a região genital, no caso do parto normal, com possíveis pontos, além de distendida; na cesariana, cicatrizes que ainda doem e incomodam ao se movimentar. Para se ter noção, a mulher, em média, perde de 5 a 9kg após o parto e dentro de um mês, pode chegar a mais 3kg. Haja mudança no corpo da mamãe guerreira!

Daí pode-se observar o surgimento da depressão pós-parto, sendo que em alguns casos é somente tristeza, não caracterizando uma doença (existem situações como a do blues pós-parto ou baby blues), processo natural pela guerra de hormônios e fatores emocionais envolvidos por longos tempos – é bom consultar seu médico ginecologista para correta avaliação.

Pronto, e agora, o que fazer para reverter essa tempestade de emoções? Nota-se que passo a passo, com a prática assídua de atividade física, a pessoa vai reconquistando sua autoestima e alegria, pela liberação da endorfina, dopamina e serotonina, assim como reduzindo a sensação de isolamento social, por frequentar uma academia, por exemplo. Recomenda-se junto desse processo a psicoterapia, caso a depressão for realmente diagnosticada. Se não, seguindo uma boa alimentação e tornando-se ativa já ajuda bastante!

Cuide de seu corpo nesse lindo período!

THIAGO SOARES PERSONAL
CREF: 025751

Profissional de Educação Física

Personal Trainer, especialista em atividade física para idosos e necessidades especiais
ATENDIMENTO EM DOMICÍLIO
Doenças degenerativas/psiquiátricas/Demências
Autismo/Síndrome de Down/Cadeirante
Personal Coach (consultor de saúde e atividade física)
whatsapp-logo-icone-1 99522.8671 (TIM)
facebook:thiagosoarespersonal
E-mail: thiagosoares.vivabem@gmail.com

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>