Julho | 2018 | Ano IX – Edição 109 – A Importância da Psicoterapia

A Importância da Psicoterapia

Ramos

Todas e quaisquer doenças, em tese, podem ser consideradas de ordem psicossomática já que há a possibilidade de que fatores psicológicos causem a desorganização somática da mesma forma que desajustes fisiológicos ocasionem sofrimentos psicológicos.

Uma vez que a microbiologia não explicava todo processo de adoecimento e a partir da descoberta das informações genéticas contidas no DNA e depois chegando ao Genoma*, presumiu-se que, excetuando-se as contaminações microbiológicas (vírus, bactérias), os fatores genéticos responderiam por todas as doenças e até mesmo pelas características subjetivas do ser humano como seu caráter, habilidades, emoções, modo de ser etc. Surge então o conceito de “Determinismo Genético”, ou seja, o material genético do que se fosse portador ditaria o modo de expressão saudável ou patológica no ser humano. Esta dependeria do “relógio biológico” do indivíduo.

Com o avanço do Projeto Genoma, descobre-se que o Código Genético contido num Gene não é suficiente para desencadear uma ação no organismo, permanecendo ele em estado latente. Trata-se somente de uma pré-disposição do indivíduo, podendo ou não ser ativada. Para tal, se faz necessário algo que dispare uma dinâmica regente do funcionamento biológico.

Volta-se a atenção para Epigenética (Epi do grego além, acima de), campo da biologia que estuda a influência dos fatores externos no acionamento ,dos genes. Neste caso, consideram-se como fatores externos, o meio ambiente, o estilo de vida, a subjetividade, o psiquismo com os pensamentos, emoções, sentimentos sendo responsáveis pelo mencionado acionamento. As informações contidas no Gene podem permanecer inativas durante toda vida ou serem ativadas por tais fatores num processo de “liga – desliga”.

Dessa forma, tanto pode ser ativada, neutralizada ou desativada a expressão de informações genéticas nocivas ao funcionamento fisiológico tanto quanto acionadas expressões de informações saudáveis promovendo benefícios ao funcionamento do mesmo.

Bem, se os estados psicológicos geram dores emocionais a se manifestarem no corpo, se os conflitos existenciais engatilham a expressão daqueles genes responsáveis por uma doença, se as doenças são fatores que

desencadeiam estados psicológicos, a Psicoterapia é de suma importância para que um caminho se revele possibilitando a prevenção, o tratamento ou até mesmo anulação dos agentes provocadores do adoecimento, sendo ele somático e ou psicológico.

Óbvio que os tratamentos medicamentosos, a nível somático, continuam sendo de grande relevância, porém a promoção de sua eficácia também estará correlacionada com a conduta mental da pessoa tratada.

Estudos realizados em tratamentos de doenças auto-imunes como, por exemplo, o Câncer, doenças psicossomáticas como a Gastrite, neurológicas como o Autismo, demonstram o quanto que a Psicoterapia tem muito a oferecer na condução desse processo, já que a conduta mental de uma pessoa tem um profundo envolvimento com o funcionamento do seu próprio corpo.

A Psicoterapia é a ferramenta adequada para abordar, entre outros, os quadros de ansiedade, depressão, transtornos compulsivos, esquizofrenia, as respectivas comorbidades, e tantos outros transtornos afetivos-emocionais-comportamentais. Ela promove a compreensão das vias utilizadas no estabelecimento da saúde ou doença e possibilita as escolhas que são tão fundamentais na vida de relação do indivíduo com o mundo e consigo mesmo, na construção do sentido da existência e na condução de sua própria história.

GILMAR RAMOS

PSICOTERAPIA EXISTENCIAL 
Av. Dom Hélder Câmara, 5027 – Promix 2º piso – Cachambi
Travessa  Vsc de Morais, 226 –  Botafogo 
E-mail: serimortal@gmail.com
Agendar horário: 98736-8872

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>