Março | 2017 | Ano VIII – Edição 93 – Resfriado e gripe aumentam a procura por médicos em consultórios e emergências

Resfriado e gripe aumentam a procura por médicos em consultórios e emergências

Doenças respiratórias, motivadas pela queda de temperatura, acometem principalmente idosos e crianças

Dr. Ricardo Fraga de Lemos Barros

Dr. Ricardo Fraga de Lemos Barros

Com a chegada do outono e a consequente queda da temperatura e da umidade do ar, é difícil ficar imune a sintomas de doenças que atacam o sistema respiratório, como gripes e resfriados – queixas frequentes nos consultórios e nas emergências. Embora sejam doenças relativamente simples, podem se agravar se não tratadas, principalmente entre idosos e crianças, os grupos mais suscetíveis. No entanto, segundo o pneumologista Ricardo Fraga de Lemos Barros, coordenador da Unidade de Observação e da Residência de Clínica Médica do Hospital Pasteur, algumas medidas podem ajudar a prevenir o contágio.

Uma dúvida comum é sobre a diferença entre as duas doenças. As principais dizem respeito à forma de transmissão e aos sintomas. “Ambas são transmitidas por vírus, mas de tipos diferentes. A gripe é causada pelo vírus influenza, enquanto o resfriado tem outros responsáveis, como o rinovírus, o parainfluenza e o sincicial respiratório. Coriza, mal-estar e dor no corpo são sintomas comuns, mas no resfriado costumam ser mais brandos e durar menos tempo. Já na gripe, os sintomas geralmente são mais intensos e acarretam febre alta”, explica o pneumologista.

O especialista sinaliza que um dos erros mais comuns nessa época do ano é deixar a casa fechada, favorecendo a circulação do vírus, principalmente se há doentes no local. Além de evitar aglomerações, alguns cuidados simples, como usar lenços descartáveis para limpar o nariz, não compartilhar objetos de uso pessoal e proteger a boca com a parte interna do cotovelo ao tossir e espirrar, reduzem as possibilidades de contaminação. “A higienização das mãos é outro ato indispensável, pois estamos o tempo todo em contato com objetos que podem estar contaminados. Quando a lavagem não for possível, recomenda-se o uso de álcool em gel. Manter uma alimentação balanceada e ingerir bastante água também ajudam a reforçar as defesas do organismo”, orienta Fraga.

Para se proteger da gripe, há vacinação anual contra o vírus influenza. O grupo de idosos e crianças de seis meses a cinco anos estão entre os que têm prioridade na vacinação. Isso porque as crianças são mais vulneráveis devido ao sistema imunológico ainda estar em formação. No caso de idosos, a capacidade de reagir aos germes muitas vezes está enfraquecida. O tratamento do resfriado é essencialmente com medicação para controle dos sintomas, associado a hidratação e repouso. Já no caso da gripe, além dessas medidas, em alguns casos podem ser indicados antivirais.

Hospital Pasteur
Av. Amaro Cavalcanti, 495 – Méier
Tel.: (21) 2104-4400
www.hospitalpasteur.com.br 

Foto: Ubirajara Chaves
Fonte: Assessoria de Imprensa Hospital Pasteur

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>