Fevereiro |2016| ano VII edição 80 – Disfagia e o Idoso

FONO ÁUREA PROENÇADisfagia e o Idoso

Com a chegada da terceira idade, começamos a ter que prestar atenção no envelhecimento humano saudável, onde são envolvidas mudanças estruturais, funcionais, e neurais, que podem comprometer órgãos e funções, exigindo a adequação de padrões anteriormente adquiridos. Assim, uma das funções que se destaca é a deglutição, pois é um fenômeno que exige a integridade de um grupo de estruturas independentes, envolvendo ações mecânicas e reflexas, de caráter neuromuscular, que depende de um sistema dinâmico e sincrônico de forma segura, ou seja, sem permitir a entrada do material  ingerido em vias aéreas.

É preciso observar os frequentes engasgos: com balas, com a própria saliva, pão, água etc. observar a dificuldade na mastigação, sem ter aquele famoso “engasgo”. Precisamos consultar um neurologista e um Fonoaudiólogo, para vermos o que esta acontecendo como nossas vas aéreas, o porquê dos engasgos frequentes. A disfagia se configura numa falha nesse processo, podendo ocorrer devido às alterações resultantes de doenças neurológicas, como Doença de Parkinson e Miastenia Gravis; e de alterações estruturais, em decorrências de tumores e traumas que podem alterar as estruturas necessárias a uma deglutição normal.

A fase oral consiste na formação, qualidade e organização do bolo alimentar com a finalidade de preparar o alimento que será transportado para faringe. Nesta fase de preparação de mastigação é essencial. Assim, estruturas como o lábio, a língua, as bochechas e os dentes, atuam de forma conjunta. Com o envelhecimento há diminuição do tônus e a flacidez muscular, as perdas dentárias ou má conservação dos dentes e os usos de próteses dentárias mal adaptadas.

Apesar de ser um sintoma frequente nos idosos, a disfagia raramente é uma queixa nesta população, não sendo relatada aos profissionais da saúde e às pessoas que lidam diretamente com eles. Foi desenvolvido um estudo com intuito de entender o que poderia  justificar o fato de o idoso não relatar para o medico sobre a disfagia. Observou-se que dizer que distúrbio o impede de comer fora ou de comer com outras pessoas e ainda o faz evitar certos alimentos apresentavam associação estatisticamente significante com estes relatos de disfagia em consultas médicas.

Trabalhamos com com hora marcada.
Atendendo vários convênios – 2ª a 6ª feira
Tel.: 3596-9672 |2593-5948 | 96440-7821
Rua Lucídio Lago, 96 Sala 301 – Méier

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>