Fevereiro | 2015 Ano VI – Edição 68 – Hospital Pasteur: Especialista do Hospital Pasteur dá dicas para amenizar os sintomas do calor nas gestantes

JornalNovidades_Fev2015_PasteurNos últimos dias, o verão não deu trégua na Cidade Maravilhosa. Para ter uma ideia das altas temperaturas registradas no Rio, o Instituto Climatempo registrou que, no mês de janeiro, enquanto os termômetros marcavam 40 graus, a sensação térmica era de 55 graus à sombra. Nesse cenário, alguns problemas, como inchaços, pressão baixa, sensação excessiva de calor e manchas na pele, podem acometer as gestantes. Mario de Barros Filho, obstetra do Hospital Pasteur, explica que, apesar das altas temperaturas registradas, é possível reduzir os efeitos negativos do forte calor. Confira as orientações do médico para que as gestantes possam aproveitar as alegrias do verão sem nenhum sofrimento.

Pressão Baixa

O calor forte pode fazer com que as grávidas apresentem quedas de pressão, que causam tontura e fraqueza. O obstetra recomenda ingerir bastante líquido e deitar-se ou sentar-se com as pernas elevadas. “Consuma muita água, bebidas isotônicas ou água de coco. Elas repõem os nutrientes perdidos com o suor em demasia. Procure ainda repousar, dentro do possível”, observa.

O especialista revela ainda que as crises de tontura também podem baixar os níveis de açúcar no sangue – situação conhecida como hipoglicemia. Para evitar isso, lance mão do consumo de carboidratos, presentes em pães, massas, arroz, cereais e leguminosas. “Procure ainda levantar-se da cadeira calmamente e, ao se deitar, prefira a posição lateral em vez de ficar com a barriga para cima”, indica.

Enjoos

Caso a gestante sinta-se incomodada por enjoos durante a estação mais quente do ano, observe se a questão piora durante ou após a escovação dos dentes. “Nesse caso, procure utilizar uma nova marca de creme dental. Não melhorando, converse sobre o problema com seu médico, pois existem medicamentos específicos para enjoos”, explica Mario de Barros Filho.

Outras dicas contra os indesejados enjoos é mascar chicletes – preferencialmente, sem açúcar – ou fazer pequenas refeições ao longo do dia, evitando que o estômago fique vazio por muito tempo.

Inchaços

O inchaço – característico nas gestantes – costuma surgir no final do dia, após longos períodos de pé ou sentada, principalmente nas futuras mamães que trabalham fora. Em geral, os sintomas apresentam-se nos pés, tornozelos, mãos e dedos. O médico sugere que se evite permanecer em uma posição durante muito tempo, além do uso de roupas confortáveis e meias de média compressão. “Também oriento o repouso com a elevação das pernas, para o estímulo da circulação sanguínea”. Se o inchaço vier acompanhado de pressão arterial alta, pode ser um indício de pré-eclâmpsia, situação grave e que necessita de acompanhamento médico.

Aumento da temperatura corporal e exposição solar

A temperatura corporal da gestante é naturalmente maior – o que pode causar desconfortos durante o forte calor. Mario de Barros Filho aconselha evitar exposição solar nos dias mais quentes, principalmente durante a prática de exercícios físicos. “Beba bastante líquido e não use roupas apertadas. No fim do dia, é muito importante fazer um repouso em um ambiente confortável e bastante arejado”, diz.

O especialista explica ainda que, na intenção de amenizar o problema, algumas mulheres usam hidratantes que conferem à pele uma sensação refrescante, mas que as substâncias desses produtos são prejudiciais. “Cremes refrescantes com cânfora e mentol em suas fórmulas não devem ser utilizados por gestantes. O ideal é usar cremes leves ou próprios para a ocasião, receitados pelo médico assistente”, recomenda.

O obstetra do Hospital Pasteur informa ainda que os hormônios das gestantes são os maiores responsáveis pelo surgimento das temidas manchas marrons durante a gravidez, geralmente nas bochechas, no nariz e próximo aos olhos. Essas alterações pigmentares, chamadas de cloasma gravídico, podem ocorrer em 75% a 90% das mulheres grávidas. “A gestante não deve, em hipótese alguma, se expor ao sol sem a proteção de filtro solar, que deve ser escolhido considerando-se o tipo de pele.” O filtro solar deverá ser utilizado mesmo sem exposição direta ao sol, preferencialmente antes das 10h e após as 17h.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>