Novembro |2016| ano VII edição 89 – Movimentos Físicos e Autoconfiança no Autismo

FotoColunista_ThiagoSoaresVivaBemMovimentos Físicos e Autoconfiança no Autismo

Começo esse artigo mostrando a importância que a Educação Física, esportes e movimentos corporais têm para com as pessoas autistas, pois são prazerosos, envolventes, saudáveis e acima de tudo, tornam-se potenciais meios de socialização.

Afinal, nas academias, clubes e colégio, são comuns a organização de eventos, passeios ou até festinhas durante a própria aula. Para acrescentar, a prática de exercícios já é um fator de interação social, pois quando realizada coletivamente é essencial para pessoas com necessidades especiais.

Pensando nisso, surge uma pergunta comum entre os pais dos meus alunos autistas: e se fosse ao contrário, as aulas sendo realizadas individualmente, sem interação com outras colegas, apenas com o professor, na residência, por exemplo? Bem, costumo responder que são vários os momentos sociais que o fi lho possui, como na Educação Física escolar, na escolinha de natação, na rua em que mora, na espera pelo dentista, na escolha do pão na padaria, quer dizer, nós, seres humanos, somos sociais a todo instante, tendo que lidar com conversas, diálogos e cumprimentos. Precisamos pedir determinadas coisas, saber a hora de falar, para não interromper alguém, ou simplesmente se comunicar por gestos, fato corriqueiro entre os autistas.

Agora, qual a relação dessas questões na intervenção individualizada para autistas? A primeira resposta é que o professor de Educação Física pode favorecer o aumento da autoconfiança do aluno, ao estimular, com mais ênfase, algumas habilidades físicas importantes, como andar, correr, sentar, pular, arremessar, pegar e encontrar objetos – movimentos que facilitam a tarefas do dia a dia.

Em segundo lugar, existem também as questões afetivo-emocionais, pois conforme mencionado em artigos anteriores, sobre a teoria da mente, apesar do autista ter uma dificuldade na compreensão do sentimento alheio – o que cria uma barreira no relacionamento, ao entrar em contato com os exercícios físicos realizados, além da prática constante, ele leva esse aprendizado para a sua rotina esportiva, na escola ou academia, sentindo-se mais confortável.

Dessa forma, consegue se relacionar melhor com outras pessoas, por estar acostumado aos movimentos corporais, possivelmente pela maior segurança emocional, o que ajuda também nas outras áreas da vida, pelo aumento da autoestima.

ESTOU AQUI PARA LHE AJUDAR!

THIAGO SOARES PERSONAL
CREF: 025751

Profissional de Educação Física
Personal Trainer, especialista em atividade física para idosos e necessidades especiais
ATENDIMENTO EM DOMICÍLIO
Doenças degenerativas/psiquiátricas/Demências
Autismo/Síndrome de Down/Cadeirante
Personal Coach (consultor de saúde e atividade física)
whatsapp-logo-icone-1 99522.8671 (Vivo)
facebook:thiagosoarespersonal
E-mail: thiagosoares.vivabem@gmail.com 

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>