Dezembro | 2018 | Ano IX – Edição 114 – Musicoterapia

Musicoterapia

Adriana Pimentel 2

Prezado leitor, pensando em esclarecer sobre a atuação da Musicoterapia, selecionamos algumas dúvidas frequentes. Vamos lá!

O que é Musicoterapia?

A Musicoterapia é a utilização profissional da potência terapêutica da música, em um processo para facilitar e promover a comunicação, relação, aprendizagem, mobilização, expressão, organização e outros objetivos terapêuticos relevantes, no sentido de alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas.

É preciso saber tocar ou conhecer a teoria musical para se beneficiar da Musicoterapia?

Não. A estética em Musicoterapia é diferente da estética em música. O objetivo da música na Musicoterapia é permear o processo terapêutico. A aprendizagem musical será bem vinda se for avaliado que ela poderá favorecer a terapia.

Como é uma sessão de Musicoterapia?

A Musicoterapia se difere de outras atividades pelo fato de utilizarmos a experiência musical como ferramenta principal do trabalho. Tocamos instrumentos musicais, cantamos, compomos, improvisamos músicas e sons dentro de um contexto terapêutico, oferecendo assistência não só à saúde física, mas também à saúde mental, acessando emoções que estão diretamente relacionadas aos estados de saúde.

Qual profissional está apto a indicar o tratamento com Musicoterapia?

A Musicoterapia não precisa de indicação direta de algum profissional. Quem a conhece e identifica, no outro, um possível benefício com o tratamento, indica. Isto inclui profissionais de saúde, da educação, pais ou familiares de pessoas que já conhecem e/ou fizeram tratamentos com a Musicoterapia.

Quem está indicado a fazer Musicoterapia?

Qualquer pessoa pode se beneficiar! Porém, alguns casos apresentam uma associação mais direta, por manifestar necessidade de estimulação, organização, autocontrole comportamental e de minimizar a ansiedade. Pessoas que apresentam dificuldade na aquisição da linguagem, dificuldade na expressão e comunicação, distúrbios de aprendizagem, quadros que apresentam déficit cognitivo e transtornos do desenvolvimento global como o Espectro do Autismo.

Quem está habilitado a trabalhar com a Musicoterapia?

Somente o Musicoterapeuta está apto a esta função. Profissional com diploma de nível superior (Graduação) em Musicoterapia, reconhecido pelo MEC. Cuidado! Algumas pessoas que conhecem música ou fazem formação ampla de alguma área na ciência que inclua arte, erroneamente sentem-se capazes de exercer a Musicoterapia. Porém, algumas músicas trazem desconforto para pessoas com determinadas patologias, outros sons irritam o sistema nervoso trazendo malefícios à saúde, determinados ritmos e densidade sonora podem alterar o tônus muscular inadequadamente, outros podem reforçar uma estereotipia. A Musicoterapia não trabalha apenas o lado lúdico e emocional!

O olhar do profissional está para além do fazer musical. A Musicoterapia é uma disciplina científica com efeitos comprovados por várias pesquisas mundiais!

Fique atento e exija o diploma!

Caso ainda tenha alguma dúvida ou interesse, entre em contato!

Musikativa – música transformando vidas!
www.musikativa.com.br

Adriana Pimentel
AMTRJ 478/1

Atendimento com hora marcada.
Tel.:  98717.6021

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>