Dezembro | 2014 Ano V – Edição 66 – Cidadania Itinerante

JornalNovidades_Dez2014_CidadaniaItineranteCobrança indevida de corretagem na compra de imóvel em stand de vendas deve ser restituída pela construtora

Muitas construtoras estão sendo compelidas pelo Poder Judiciário a restituir os valores pagos indevidamente pelo consumidor, a título de taxa de corretagem, na compra de imóveis em stand de vendas. Neste caso, o entendimento majoritário do Judiciário é de que a responsabilidade pelo pagamento dos serviços de corretagem é da construtora. Em que pese às construtoras alegarem que prestaram serviços de corretagem, que resultaram na assinatura do contrato de compra e venda, na maioria dos casos foi o próprio consumidor quem encontrou o imóvel mediante pesquisas na mídia em geral, sem qualquer participação da empresa.

Esta situação é tão aviltante para o consumidor, pois se este não concordar em realizar o pagamento da taxa de corretagem, será impedido de ter acesso ao contrato de compra e venda. Sendo assim, não haveria como assinar o contrato sem se responsabilizar pela corretagem, o que caracteriza prática ilícita e abusiva, até porque não restará expresso neste que eventual contratação seria facultativa e sem interferência na compra e venda do imóvel.

As cláusulas do contrato assinado pelo consumidor que transferiram a este o ônus da corretagem, poderão ser declaradas nulas de pleno direito, bem como ressarcidos ao mesmo os valores que pagou a título de taxa de corretagem, acrescidos de correção monetária e juros legais. Maiores informações pelo telefone e e-mail abaixo:

Tels.: 3185.3310 | 99777.8582 | gmrocha.adv@gmail.com

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>