Agosto | 2014 Ano V – Edição 62 – Espaço dos Leitores

Jornal Novidades - Espaço dos LeitoresBiblioteca Pública do Méier

Doei alguns livros de pesquisa para a biblioteca do Méier, e ao conversar com o responsável soube que o movimento de pessoas é de apenas 20 por dia.

Acho que muitos do Méier e adjacências não sabem da existência desse local muito útil, não só para estudantes como àqueles que querem ler ou pesquisar e acham que não têm acesso fácil aos livros. É incrível, mas está lá e é de graça.

Minha sugestão é que o jornal Novidades, se fosse possível, desse a sua colaboração, colocando uma nota em sua edições avisando da existência, recomendando o uso desse lugar que é verdadeiramente de cultura.

Nas minhas andanças pelo Méier vejo que vários cidadãos estão sem destino apenas andando ou sentados nos bancos, quem sabe talvez porque não querem ficar em casa (ler seria uma boa), além é claro das crianças e jovens que não sabem o valor real da cultura, e do conhecimento, e ficam “zanzando” pelas galerias e shoppings.

Antonio Paiva – por email.

Biblioteca Popular do Engenho Novo Agripino Grieco

Rua Vinte e Quatro de Maio, 1305

Tel: 3277-1402

 

Réplica à carta “em defesa dos pombos”

Os telejornais, revistas e sítios da Internet estão repletos de debates atualizados sobre o tema, onde constatamos diversas cidades do primeiro mundo adotando medidas preventivas para evitar a proliferação dos pombos nos grandes centros urbanos.

Além disso, a comida jogada nas ruas se transforma  rapidamente em lixo fétido e pútrido, principalmente após receber água. Com o surgimento de bactérias e larvas,  vários insetos acabam sendo atraídos para o local. Em nosso bairro, podemos constatar a inconveniente presença dos pombos na praça localizada em frente ao nº 74 da Rua Dias da Cruz. Ali, as pessoas são atacadas por eles quando estão lanchando, pois, atraídos pela comida, chegam até a subir nas mesas. Algumas dessas pessoas jogam parte de seu lanche no chão, para tentar evitar o ataque dos pombos. Na verdade, a questão não é tão simples quanto parece. Não basta apenas defendê-los. Antes de tudo, precisamos alertar nossos leitores para o perigo de doenças graves causadas pelo contato direto com as fezes dos pombos. Por isso, deveríamos convocar as autoridades sanitárias e os órgãos de saúde do nosso bairro, para que se manifestem publicamente sobre o assunto. Desta forma, todas as dúvidas seriam corretamente dirimidas.

Atenciosamente,

José Mauro Martins da Rocha – por email

Segurança

Li ao menos duas matérias no jornal Novidades em que a partir da morte do administrador Sandro na Rua Fábio da Luz realizaram uma passeata recente, onde a reinvindicação foi por mais policiamento para o Grande Méier.

A vida da maior parte de nós, não é um filme, mas cabe o velho jargão: “a polícia chega sempre depois” (…) Falemos abertamente sobre este mal que é a polícia na realidade, que se serve a algo é tão somente para proteger a “propriedade” e só, quanto à vida humana tentam aparentar por um tempo preocupações, mas é fácil constatar esta dolorosa hipocrisia. Para a polícia vale a propriedade. Então como a classe média e até outros cidadãos pode se sentir hoje em dia, onde a vida humana está sim, em segundo plano? (…)

Como pode uma policia detentora de tanta tecnologia chegar sempre depois?

Willian – morador do Engenho de Dentro – por email

(O sobrenome do leitor foi omitido por motivo de segurança)

Ônibus Nova América / Dias da Cruz

Há uma semana fui à Botafogo e voltei carregada de compras. Resolvi pegar o metrô para voltar para o Méier certa de que tomaria o ônibus gratuito Nova América/Dias da Cruz. Quando cheguei no shopping qual foi a minha surpresa saber que a linha não existia mais há dois meses. Fiquei super chateada porque não estava prevenida para tomar um táxi com tantas sacolas de compras. Teria que andar até a Avenida Suburbana. Mas, o que me irritou mais foi que tal notícia não foi veiculada. Nós, moradores do Méier, sequer fomos comunicados da retirada desta linha. Acho que merecíamos mais respeito. Conto com a eficiência do nosso jornal do bairro Novidades para divulgar a interrupção da linha e o desrespeito aos moradores.

Maria Aparecida da Silva – por email

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>