Abril | 2015 Ano VI – Edição 70 – Hospital Pasteur: Chocolate é bom para a saúde

JornalNovidades_Abr2015_PasteurCom a chegada da Páscoa, o consumo do chocolate aumenta em diversos países. Embora seja apresentado como um vilão na dieta, se consumido com moderação, ele pode fazer bem ao organismo. Quem explica os benefícios do alimento é Amanda Andrade, nutricionista do Hospital Pasteur.

De acordo com a especialista, o tipo amargo, por exemplo, conta com nutrientes que possuem ação antioxidante. “Isso se deve ao fato de concentrar grandes quantidades de flavonoide, um pode- roso antioxidante com capacidade para proteger as artérias contra os danos do colesterol alto, prevenindo a doença coronariana”, explica. A nutricionista recomenda, no máximo, a ingestão de 30 gramas diários de chocolate amargo, o que corresponde a um tablete pequeno.

A especialista indica, ainda, que as melhores opções de chocolate para consumo são aquelas com, no mínimo, 55% de cacau na composição. Já as versões ao leite e branco contêm maior quantidade de açúcar e de manteiga de cacau. “Tal fato diminui ou até            anula qualquer efeito benéfico do chocolate, podendo até mesmo levar ao sobrepeso”, sinaliza Amanda. Também é preciso ficar atento às versões diet, que não possuem açúcar, mas têm maior concentração de gordura. Ou seja, não são boas opções para quem quer perder peso.

 

Mais dicas para os “chocólatras”

Os chocolates também possuem quantidades significativas de magnésio, teobromina e triptofano. Esses elementos são responsáveis por me-lhorar o humor, além de aumentar a sensação de relaxamento. Por outro lado, quem so-fre de enxaqueca deve redobrar a atenção. “Assim como o vinho, a guloseima possui aminas vasoativas, que podem provocar dores de cabeça ainda mais intensas. Outro detalhe são os pacientes propensos a cálculos urinários e renais, que devem ter cuidado com o consumo, pois o chocolate, principalmente o amargo, é rico em oxalato”, observa.

Para quem precisa reduzir o consumo de cho- colate ou tem intolerância ao produto, a alfarroba é uma alternativa bastante saudável. Trata-se de um alimento nutritivo, rico em vitaminas A, B1 e B2, cálcio, magnésio e ferro, que, unidos, trazem diversos benefícios para o organismo. Além disso, a alfarroba conta com apenas 0,7% de gordura. Sem falar que é isenta de lactose, glúten e açúcares.

Para os pais, a dica é estarem atentos aos        exageros na Semana Santa e ao importante fato de que menores de dois anos não devem consumir chocolates nem doces. “É necessário restringir a quantidade, para que não ocorram problemas de saúde, como diarreia e vômitos. Algumas crianças podem apresentar quadro alérgico e, por isso, é preciso cuidado especial no primeiro consumo”, finaliza a nutricionista.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>