Outubro |2016| ano VII edição 88 – Comportamento Assertivo: Pensar, Agir e Ser respeitado

Comportamento Assertivo: Pensar, Agir e Ser respeitado

 

Relacionamento nunca foi fácil para ninguém. No trabalho temos que aprender a trabalhar em grupo, formar um time. Na vida pessoal temos que estar atentos às relações familiares e sociais. Fácil, basta apenas cada um de nós se conscientizar daquilo que queremos alcançar e saber focar nossas metas. No entanto, na prática podemos perceber  que não é tão simples assim, pois a correria do dia a dia, as exigências da vida cotidiana, o estresse em busca da perfeição nos leva a agir de forma irracional e, por vezes inconsequente.

10-copia-copia

Sendo assim, deixamos de lado nossos verdadeiros desejos, nossas opiniões e isso, nos gera insatisfação e uma sobrecarga emocional cada vez mais intensa. Para saber lidar melhor com as situações adversas de nosso cotidiano, não existe receita pronta, mesmo porque somos diferentes e, portanto reagimos de acordo com nossas crenças e valores adquiridos ao longo de nosso crescimento.

Temos sim é de nos posicionarmos, expor verdadeiramente de maneira objetiva, clara e direta, o que se pensa, sente ou quer sem ser passivo tampouco agressivo. Comportar-se assertivamente nem sempre é fácil e muitas vezes precisa de treinamento, principalmente se estivermos envolvidos emocionalmente. Ser assertivo com pessoas desconhecidas e que não iremos estabelecer nenhum vínculo afetivo, é muito fácil. E, quando essa pessoa é íntima ou que precisamos conviver diariamente, aí sim fica mais difícil dizer não. Os grandes vilões da assertividade são o medo e a culpa.

Quando lidamos com esses estados emocionais dificilmente conseguimos desempenhar comportamentos assertivos.
Geralmente temos dificuldade em dizer não, recusar pedidos nas relações íntimas porque, na maioria das vezes, estados emocionais como medo ou a culpa estão envolvidos. Assertividade é a capacidade de expor de maneira objetiva, clara e direta o que se pensa, sente ou quer sem ser passivo tampouco agressivo. Envolve autorespeito e respeito pelos outros.

É você exercendo os seus direitos sem violar os direitos dos outros, se colocando, sem ser agressivo e sem ser passivo. Dizer sim quando quer dizer sim, dizer não quando quer dizer não, solicitar mudança de comportamento são exemplos de comportamentos assertivos que muitas pessoas têm dificuldade em executar.

Você tem todo o direito de expressar as suas necessidades, mas pode se proteger sem brigar. Pode estabelecer limites sem afastar as pessoas. O pulo do gato está em ser direto e não atacar. É importante procurar e admitir os outros sentimentos que se escondem através do medo como, a culpa, o desapontamento e o constrangimento.

A assertividade é uma habilidade e como toda habilidade social precisa ser praticada. Sem prática e exercícios não há aquisição de assertividade. Exatamente por isso, os trabalhos para desenvolver assertividade priorizam o aspecto comportamental. No entanto, vale lembrar que os aspectos cognitivo e emocional precisam ser trabalhados para que a aquisição seja plena. A assertividade é uma habilidade fundamental para o crescimento e desenvolvimento pessoal porque, quando somos assertivos dizendo e fazendo o que queremos, além de dirigirmos nossas vidas, ganhamos tempo e energia para nos dedicarmos às coisas que realmente importam para nós.

Um desempenho social assertivo gera autoconfiança e motivação para potencializar forças pessoais que promoverão bem estar e maior qualidade de vida. Se você se identificou com essa dificuldade em se posicionar assertivamente seja nas relações do cotidiano, no seu relacionamento afetivo, no seu trabalho, está na hora de você tomar uma atitude. É possível aprender praticando habilidades essenciais para desenvolvê-la.

De que maneira podemos aprender?

Agende sua consulta.

Tania Carla Pereira
CRP 05/16585
Especialista em Psicologa e Terapeuta Cognitivo-Comportamental
www.taniacarla.com.br
contato@taniacarla.com.br

Tel: 99888-4338 / 97016-0886 / 3585-1672
Rua Dias da Cruz 155  – Sl 513 – Méier/RJ

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>